Uma Noite em um Castelo e uma Vida Nova

Eduardo Costa Brandão 6° ano A

Em um dia calmo e ensolarado, eu e mais dois amigos, o primeiro chamado João Victor, e o segundo chamado Erildo, combinamos de acordar cedo, para chegar a rodoviária às 9:00h para ir ao Maranhão curtir as férias. Quando eu cheguei os dois já estavam me esperando para nós viajarmos. Nós três subimos no ônibus e seguimos viagem para o Maranhão, depois de três horas e meia de viagem, nós fizemos a primeira parada, e logo depois continuamos com a nossa viagem para Maranhão depois de seis horas de viagem, muito longe das cidades próximas, e logo depois começou uma grande tempestade, e por causa da tempestade o motorista não viu um buraco e ficou com o ônibus preso, e com a lateral do ônibus cedendo as malas fica seguras pela apenas uma ponta de ferro arrebentada então eu perguntei.

– Algum de vocês dois tem um plano?

Erildo disse eu tenho, eu despondi

– qual?

Erildo respondeu:

– Nós pegamos as malas e vamos até o outro lado da roça que lá tem uma casa muito grande.

Eu e meus dois amigos chegando ao outro lado da roça nós percebemos que não era uma casa era um castelo luxuoso, nós nos aproximamos e batemos na porta, toc, toc, toc e a porta se abriu sem que ninguém tivesse puxado,  nós entramos e o João Victor disse.

– Eu tenho a impressão que tem alguém nos observando.

Então subimos pelas escadas, chegando em um quarto nós vimos que havia um quadro muito bonito a foto de uma família muito rica.

Quando nós sentamos em cadeiras que havia no quarto, nós ouvimos passos pelo corredor e nós percebemos que eram dois rapazes conversando, nós escutamos que eles estavam falando de um tesouro escondido no castelo.

Depois de algumas horas descansando no castelo, o João Victor ele andando pelo quarto, ele tropeçou nas malas e bateu na parede com a cabeça, e com a força da pancada o quadro caiu, e nós três olhamos para o local onde estava o quadro e percebemos que havia uma alavanca, e João Victor inconsciente tentando se levantar ele puxou a alavanca. Quando a alavanca foi acionada, no canto do quarto, apareceu uma escada subterrânea.

Depois de alguns minutos, andando pelas escadas, chegamos a uma porta que ao nós abrirmos encontramos um tesouro. Uma semana depois nós tivemos uma idéia de doar o tesouro para uma instituição de caridade, três dias depois nós retornamos a trabalhar e fomos felizes para sempre.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: